Meu Bem Comer - Por Marcelo Dieb

Conheça o autor

twitter

@meubemcomer

Seja nosso amigo

quem faz

Marcelo Dieb

Marcelo Dieb

ver mais

arquivos

salada

sorevte

Origem do nome Haagen-Dazs

         Criada nos Estados Unidos em 1961, essa marca de sorvetes premium cresceu em pouco tempo sem fazer propaganda devido ao sabor inigualável de seus sorvetes.
          O nome Häagen-Dazs é na verdade uma marca fantasia. Na época, os sorvetes dinamarqueses eram famosos por sua qualidade. Daí veio a ideia de se criar um nome que soasse "dinamarquês" para ajudar a vender um sorvete norte-americano. E funcionou! Curiosamente, não se usa trema em palavras que são originalmente da Dinamarca.
          O Häagen-Dazs foi criado em território americano, mas por um imigrante polonês, Reuben Mattus e sua esposa Rose. Aos 8 anos, Mattus ajudava a mãe, viúva, a vender um sorvete de limão espremido manualmente. Aos 19, já se havia estabelecido com uma sorveteria no Bronx, em Nova York. Lá pelos anos 1960, sua marca Ciro´s fazia sucesso em mercearias e drugstores. Mas Mattus, um tipo visionário, sabia que o futuro estava na distribuição em supermercados. Imaginou então que, com um sistema de refrigeração de melhor qualidade, as grandes lojas poderiam oferecer o sorvete o ano inteiro.
          Só não contava com a concorrência pesada de laticínios bem maiores, que não tardaram a copiar sua ideia. Mattus ficou fora do jogo. Poderia conformar-se com seu diminuto mercado. Ou, quem sabe, contra-atacar na faixa de baixo preço para tentar ampliá-lo. Nada disso. Começou a produzir um sorvete de luxo, feito de creme fresco, frutas e ingredientes naturais. Batizou-o então com um sotaque dinamarquês. A aceitação do Häagen-Dazs foi imediata, primeiro nas mercearias finas de Manhattan.
          Uma marca nascida para vencer, ganhou uma cadeia de lojas e se tornou vedete do varejo americano, antes de chegar à Europa. Se no início achava que não precisava de propaganda, mais tarde promoveu célebres campanhas publicitárias em revistas, recheadas de mulheres lindas e sensualidade. O inglês Stuart Crainer, um historiador dos negócios, autor de As 75 Melhores Decisões Administrativas de Todos os Tempos (editora Manole), destacou que a marca de sorvete é uma prova do trunfo que empreendedores ganham quando empalmam uma estratégia de marketing correta.
          Hoje, a Häagen-Dazs pertence à americana General Mills, gigante do ramo da alimentação, que no Brasil comprou a Yoki em maio de 2012.
          No Brasil, em junho de 2018, a Häagen-Dazs encerrou as operações dos oito pontos de venda próprios que mantinha em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Numa estratégia que abrange somente o Brasil, a fabricante de alimentos informou ao jornal Valor que a decisão tem o objetivo de melhorar ainda mais as operações e acelerar o crescimento no país, focando seus investimentos na distribuição dos sorvetes por meio dos canais de varejo e foodservice. Segundo a General Mills, a Häagen-Dazs segue como uma marca de sorvetes global importante para a empresa e para os negócios no Brasil.
          A Häagen Dazs concorre com Ben & Jerry´s, da Unilever, que também possui lojas físicas e é vendida nos supermercados. Outros concorrentes importantes da fabricante americana em território nacional são a Bacio di Latte e a Diletto.

  • 21/03/2019
  • 0 comentário(s)

Compartilhe:

Fazer um comentário

Seja bem-vindo. Sua opinião é importante.
Todos os Comentários passam pelo processo de moderação.

Busca

Publicidade

Publicidade